Fernando Veloso - Site Oficial do blogger Google SEO & Marketing Digital

FERNANDO VELOSO

GOOGLE SEO & MARKETING DIGITAL

BLOGGER, FUNDADOR DA SANTA IDEIA E PRESS RELEASE PORTUGAL

Fernando Veloso - Google SEO & Marketing Digital


Preços SEO – Barato Aceitável ou Caro?

Os Preços de SEO variam bastante de país para país, de empresa para empresa, de optimizador para optimizador, mas acima de tudo, variam consoante a experiência de quem faz esse serviço de optimização para os motores de busca.

Após estes 7 anos de experiência em full time posso dividir os preços de SEO em 3 categorias:

  • Barato
  • Aceitável
  • Caro

Cada qual dessas opções tem mil e uma razões para existir, sendo que a experiência e rankings provados são as mais comuns para fazer inflacionar os preços deste tipo de serviço fundamental na internet actual.

Vamos por partes:

De nada vale contratar alguém que se limita a fazer o básico e que qualquer pessoa pode fazer em casa (normalmente o Barato), nem na maioria dos casos é necessário chegar ao extremo de fazer tudo o que é virtualmente possível para esmagar a concorrência – a não ser em casos extremos de competição feroz e mercados em que o ROI (retorno do investimento) garante uma salutar convivência entre gastos/lucros. Neste caso (o Caro) é francamente compensado a curto-médio e longo prazo.

Mas pelo meio existe a opção de preço de SEO Aceitável. Aqui enquadram-se inúmeras opções como a Seo Portugalia, que definiram à largos anos uma matriz de trabalho que permite aos clientes investimentos eficazes e que são aceitáveis neste mercado global. Dum lado a experiência, do outro a capacidade de trazer resultados concretos nos motores de busca. Com trabalho profundo, capacidade de actualização evidente no jogo do gato e do rato com o Google, e um amplo conhecimento dentro da comunidade SEO mundial, garantem-se resultados tangíveis com recursos limitados e dentro da esfera nacional.

Os preços de SEO podem variar de 100 euros/mês a mais de 5000 euros/mês, e cada caso é um caso diferente. Cada mercado tem as suas condicionantes, concorrências diferentes, concorrentes com orçamentos diferentes, etc etc.

Aqui nem se fala só de “palavras-chave” – fala-se sim de capacidade financeira de ir mais longe.

Deixo um exemplo para discussão: fui contactado para “ajudar” a trazer resultados a uma empresa que deseja subir ao Top 5 no Google por palavras-chave muito competitivas, num mercado onde a maioria dos sites no Top 20 do Google gastam centenas (milhares??) de euros por mês em optimização (sei melhor que ninguém, pois 2 deles são optimizados por amigos meus do WF).

Mas quando expliquei que sem budget para SEO dificilmente chegarão lá (provavelmente NUNCA) a resposta foi um taxativo: “Já nos disseram que com 50 euros por mês conseguimos subir nos rankings”. HUH? Jura? Só se for em Adwords.

Entre Barato, Aceitável e Caro, a maioria dos portugueses opta pelo serviço barato de optimização para o Google – como habitualmente em tantos casos da nossa vida. Pelos vistos o ditado “O barato sai caro” nunca lhes serviu de emenda.

P.S.: Optimizar um site para os motores de busca NÃO É SÓ fora do site. Aliás, mais de 80% do trabalho é feito DENTRO do site. Mas continuem a acreditar no contrário – eu agradeço.