Fernando Veloso - Site Oficial do blogger Google SEO & Marketing Digital

FERNANDO VELOSO

GOOGLE SEO & MARKETING DIGITAL

BLOGGER, FUNDADOR DA SANTA IDEIA E PRESS RELEASE PORTUGAL

Fernando Veloso - Google SEO & Marketing Digital


Nichos de Mercado – Como Escolher?

A escolha de um bom nicho de mercado, que tenha procura todo o ano, pouca concorrência ou uma fraca competição e que tenha perspectivas de futuro, é um dos passos cruciais da agenda de todas as empresas ou amantes do internet marketing.

No artigo de hoje, fica a pergunta: Como escolher Nich0s de Mercado?

Para começar vamos dividir duas vertentes: a empresarial e a pessoal. Numa e noutra existem sempre pontos concordantes, mas vou focar-me neste artigo apenas na abordagem pessoal – totalmente dedicada aos leitores que batalham para descobrir nichos para trabalhar na Internet:

1 – Pesquisa de nichos de Mercado

2 – Análise dos Nichos de Mercado

3 – Teste dos Nichos de Mercado

4 – Escolha final de 1 Nicho de Mercado

Vamos então começar pelas formas de pesquisar nichos de mercado para trabalhar na internet, lucrando com publicidade contextual (Google Adsense) ou programas de afiliados (Commission Junction):

1 – Pesquisa de nichos de Mercado

Esta é a área mais crucial para quem procura ter sucesso a longo prazo num mercado com dinheiro, potencial de bons lucros e (muitas) pesquisas diárias. Como viram, decidi colocar entre parêntesis a palavra muitas, porque nem sempre muitas pesquisas se traduz em bons lucros – na verdade existem nichos de mercado com poucas pesquisas diárias  que são extremamente lucrativos. Fica o alerta…

Na pesquisa eu utilizo tudo o que me rodeia e que me pode dar informações sobre novos (ou velhos) mercados que potencialmente me interessam: jornais, revistas, televisão, rádio, internet, conversas de café, etc etc. Tudo o que oiço/vejo é um potencial nicho de mercado com interesse. Nesta fase raramente perco tempo a utilizar ferramentas para confirmar a viabilidade do mercado (já lá vamos). Aqui o que interessa é abrir os olhos para o que nos rodeia e nos pode trazer lucros.

Um exemplo prático: aqui à cerca de 2 anos estava a folhear uma revista feminina para ver o que andava na boca das mulheres. Acabei por ler um artigo sobre determinada forma de ———– que ainda não tinha (nem tem) concorrência na internet portuguesa e já era algo procurada. Comprei alguns domínios, fiz uns textos e passado uns meses tinha (tenho) 3 ou 4 sites nesse mercado que são muito visitados e dão pouco trabalho – a concorrência também é inexistente – e obviamente trazem pequenos lucros de Adsense – nada de mais, mas num bolo final fazem diferença.

Tudo começou com aquele artigo da revista feminina.

A Pesquisa de nichos de mercado deve começar pela acção de tomar nota de todos os nichos possíveis e imaginários. Não custa nada escrever tudo num pequeno bloco de notas (eu ando sempre com o meu) e assim que tenho uns minutos penso melhor no assunto e decido o que fazer.

2 – Análise dos Nichos de Mercado

Uma análise mais completa aos nichos antes de nos mandarmos de cabeça é imperativo, doutro modo podemos perder tempo e dinheiro.  Uma das maneiras mais simples de começar a análise dos nichos de mercado é no Google. Uma simples pesquisa para ver QUANTOS resultados existem e qual o TIPO de resultados vemos no Top 20 é o suficiente para avaliar o que se passa nesse mercado na internet.

Por vezes temos muitos resultados, mais de 3 milhões, mas o Top 30 é fraco – o que indicia que temos potencial para ir lá dominar o mercado. Noutros casos temos poucos resultados, menos de 300 mil, mas o Top 30 é fortíssimo e indicia uma longa batalha que nos vai consumir tempo e recursos.

Antes de uma análise intensa através de ferramentas (Market Samurai, por exemplo) devemos ter sempre o cuidado de saber “ler” o que está escrito no Top 30 do Google. As ferramentas são úteis MAS a verdade é que o próprio Google nos conta muito do que precisamos saber…

3 – Teste dos Nichos de Mercado

Esta parte é puramente opcional.  Eu prefiro testar os nichos com Blogs grátis do Sapo ou do Google BlogSpot. Elimino o investimento da compra do domínio + configurar tudo (tempo é dinheiro). Apenas tenho que escrever textos ou pedir a um dos copywriters da minha confiança para tratarem disso.

Se o teste correr bem e o blog grátis subir ao Top 10 ou Top 20 é tempo de colocar a máquina em acção para produzir um site vencedor. Apago o blog e coloco os textos no novo site e voilá.

Fica o alerta de que em 10 nichos com que começo um mês (pesquisa e análise) provavelmente só fico com um ou dois. O resto vai para a lixeira.

4 – Escolha final de 1 Nicho de Mercado

A escolha de um nicho para trabalhar para a vida tem as suas próprias condicionantes, mas eu prefiro quase sempre nichos com muita gente e muita concorrência. Dá-me mais gozo e os lucros são potencialmente maiores a longo prazo. Outro ponto forte para mim é a minha capacidade de entendimento do mercado: se eu até gosto do mercado, faço questão em seguir em frente pois sei que não me vou cansar facilmente ao fim de alguns meses.

Mas muitos de vós provavelmente escolhem o sentido oposto e escolhem nichos pequenos e fáceis – e fazem muito bem, porque para atacar mercados super competitivos convém ter alguma bagagem que se consegue através do treino em mercados mais pequenos e com pouca competição.

Recordem-se que a escolha de 1 nicho de mercado implica trabalho futuro – a ideia romântica de que é só escolher e lucrar pura e simplesmente não existe.

Espero que tenham ficado com uma ideia melhor de como escolher nichos de mercado lucrativos na internet. Qualquer dúvida ou comentário, escrevam abaixo.